Desafios en Aquacultura



Redução do Teor de Farinha de Peixe

A busca por alternativas à farinha de peixe como fonte de proteína em aquicultura tem dirigido o foco para proteínas  de origem não-animal. Farelo de soja, farinha de milho e outros farelos vegetais já são usados em rações para aquicultura, mas seus níveis de inclusão são limitados pelas necessidades de aminoácidos específicas das espécies cultivadas e pela presença de fatores anti-nutricionais nas plantas. O uso de enzimas específicas, minerais quelatados e fontes alternativas de proteína tem contribuído para maior aplicação de farelos vegetais de maior digestibilidade, melhor qualidade nutricional e redução dos níveis de fatores anti-nutricionais.

Desafios en Aquacultura