Desafios em gado leiteiro



Eficiência Alimentar

A ração é a maior despesa em granjas leiteiras. Conversão eficiente de nutrientes afeta diretamente a rentabilidade da operação. Boa eficiência alimentar não tem imortância apenas econômica, é também um bom indicador da qualidade do manejo nutricional na granja.

De maneira geral, a forragem constitui o principal componente das dietas de ruminantes. Durante o processo de ensilagem, ocorre um processo natural de proteólise (degradação enzimática da proteína), levando a uma perda de Proteína Verdadeira (aminoácidos ligados). Diversos estudos observaram que o fornecimento de silagem com teor mais elevado de Proteína Verdadeira resultava em aumento de produção (mais leite/ganho de peso) em comparação a uma silagem com teor mais baixo - ainda que o teor total de Proteína Bruta das dietas fosse semelhante. O teor de Proteína Verdadeira que se perde no processo de ensilagem pode ser significativamente reduzindo utilizando aditivos que aceleram a taxa de acidificação e queda de pH da silagem.

A forragem é a fonte de menor custo de alimento para ruminantes. Forragem de boa qualidade contem nutrientes altamente digestíveis e disponíveis para o animal, mas contem também altos níveis de oxigênio e fibras. O produtor deve suplementar uma cepa de levedura que comprovadamente utiliza oxigênio e estimula as bactérias que degradam fibras. Esta cepa deve estimular também a multiplicação de bactérias que utilizam ácido láctico, mantendo o equilíbrio do pH e minimizando a acidez no rúmen.

Desafios em gado leiteiro