All-G Rich: aliado na alimentação de cães e gatos

Categorias: Algas, Nutrição, Pets
Aug 04
All-G Rich: aliado na alimentação de cães e gatos

Agindo de forma preventiva, composto à base de microalgas marinhas heterotróficas ricas em DHA (ômega-3), favorece atividades cerebrais e dermatológicas dos animais

A qualidade de vida dos animais de estimação depende de vários fatores e exige muitos cuidados. Um estudo realizado pelo departamento de Zootecnia da Universidade Estadual de Maringá (UEM) em parceria com a Alltech identificou o DHA (ômega-3) como um aliado na alimentação de cães e gatos.

Conhecido por estar presente em óleos e farinhas marinhas, encontrados em peixes, o ômega-3 de fonte DHA também está presente em microalgas. Além de oferecer benefícios aos humanos, o composto age de forma preventiva nos pets, favorecendo, por exemplo, suas atividades cerebrais, cardíacas, visuais e dermatológicas.

O estudo também demonstrou que, com uma dose diária do ácido graxo essencial (DHA), ao longo do desenvolvimento dos animais, é possível prevenir problemas renais e até auxiliar no tratamento de doenças crônicas. A análise utilizou um composto à base de algas na alimentação de gatos em processo pré e pós cirúrgico, verificando durante 90 dias o comportamento de 37 animais que foram castrados.

Ao todo, foram elaboradas cinco dietas, sendo uma de controle – sem inclusão de algas e outras quatro com percentuais crescentes do All-G Rich. Os animais que receberam uma maior concentração de alga (1,6%), aproveitaram o DHA como um anti-inflamatório, auxiliando em processos cirúrgicos.

O ômega-3 proveniente de microalgas heterotróficas também age como redutor em contaminações por metais pesados, fator mais difícil de ser encontrado nos ácidos provenientes do ambiente marinho. A inclusão do All-G Rich na ração dos animais atua no equilíbrio do nível ideal entre ômega-3 e ômega-6, auxiliando no desenvolvimento dos pets.

“Esse equilíbrio pode melhorar, a longo prazo, a saúde dos animais. Pois, a relação entre os dois tipos de ômega é muito desequilibrada e acarreta em algumas disfunções no organismo”, destaca o gerente de soluções Pet Food da Alltech para a América Latina, Maurício Rocha.

Alerta

É importante ressaltar que, para que possa beneficiar o organismo dos animais, é necessário um consumo diário, alinhado às suas necessidades, com doses corretas para cada intenção. “Se o animal já tiver um problema renal, por exemplo, o Ômega 3 não vai resolvê-lo, até porque os problemas dessa natureza dependem de vários fatores, como genético e nutricional. Mas ele pode auxiliar a preveni-los e até auxiliar no tratamento”, finaliza Rocha. 

Dúvidas? Fale com a Alltech:



All Categories