Brasil: expoente na produção de rações

Jul 18
Brasil: expoente na produção de rações

Líder das exportações de carne bovina e de frango, o Brasil também é destaque no podium de fabricação de alimentação animal.

Em mais uma edição, a Pesquisa Global de Ração Animal (Global Feed Survey), sob responsabilidade da Alltech, realizada em 141 países, revelou que a produção mundial de rações ultrapassou, pela primeira vez, a marca de 1 bilhão de toneladas métricas em 2016. O resultado segue a tendência de aumento de 1,6 milhões de toneladas ao ano, se analisados as últimas seis pesquisas, o que correspondente à 2,95%.  A análise confere ao  Brasil, pelo sexto ano consecutivo, a terceira colocação mundial na fabricação de rações.

O estudo também aponta que em relação a 2015 a produção cresceu 3,7%. Número curioso, considerando que a quantidade de fábricas tenha diminuído em aproximadamente 7% no mesmo período. Esse dado mostra uma possível efetivação na capacidade de produção das fábricas ativas.

Maiores produtores

Os maiores produtores continuam sendo a China e os Estados Unidos que, juntos, fabricaram um terço das rações do mundo no ano passado. Somando-se a eles, os outros sete países com a taxa mais alta de produção são responsáveis por aproximadamente dois terços da escala global.

Líder mundial das exportações de carne bovina e de frango, segundo a Organização Mundial de Comércio (OMC), o Brasil produziu cerca de 69 mil toneladas de ração em 2016. Atualmente o país possui 1.554 fábricas das 30.091 dedicadas a esse segmento no mundo. Mantendo a tendência mundial, a produção nacional de ração é maior para aves. Das 287 milhões de toneladas métricas de ração avícola, 32,85 milhões foram produzidas em território brasileiro no ano passado.

É natural que o Brasil seja líder do ramo na América Latina, entretanto, o México teve um crescimento expressivo no último ano e hoje possui domínio sobre 20% da produção latina, alcançando metade do total da fabricação brasileira.

Futuro

Já para o futuro, de acordo com a Alltech, a expectativa é que o setor continue a crescer à medida que a população também cresce. O aumento na produção já pode ser visto na fabricação de rações suínas, com colaboração do mercado asiático que detém hoje um quarto da fabricação mundial do produto. A Alltech foi ainda mais longe e previu que em 2050 a produção geral de ração pode chegar a marca de 9 milhões de toneladas métricas.

Mapa interativo

Dúvidas? Fale com a Alltech:

Fontes:

http://go.alltech.com/pesquisa-global-2017

http://go.alltech.com/alltech-mapa-interativo-pesquisa-2017



All Categories